A Representação da Deficiência no Cotidiano Escolar

R$44,00

Nesta escrita que agora se faz livro, Marli Vizim chama a atenção para a deficiência no cotidiano escolar, para o aluno com deficiência. Na escola, entretanto, o negativo que cerca a deficiência nem sempre se dirime. Curiosa e tristemente, neste espaço a inclusão pode não acontecer ou poucas vezes acontece. Quase sempre, ante a deficiência, a escola se revela o lugar do desconhecimento. É o que, com propriedade, nos diz o texto de Marli, lembrando que o mesmo desconhecimento se torna sinônimo de preconceito do qual a prática pedagógica não está livre; ao contrário. Esta verdade, porém, pode se reverter. Episódios do texto indicam caminhos.

Marli aponta que a escrita é ainda resistência. Por meio dela, muitos dizem um belo não às dificuldades, superam-se. Ela lembra que a deficiência existe, mas ela deve equivaler a diferença, quando se pensa escola inclusiva. Para ela, os professores deveriam ter a escrita como dever de ofício; transformar aulas, pesquisas, ideias em textos complementa a docência, a faz maior.

143 em estoque

Categorias: ,

Descrição

Nesta escrita que agora se faz livro, Marli Vizim chama a atenção para a deficiência no cotidiano escolar, para o aluno com deficiência. Na escola, entretanto, o negativo que cerca a deficiência nem sempre se dirime. Curiosa e tristemente, neste espaço a inclusão pode não acontecer ou poucas vezes acontece. Quase sempre, ante a deficiência, a escola se revela o lugar do desconhecimento. É o que, com propriedade, nos diz o texto de Marli, lembrando que o mesmo desconhecimento se torna sinônimo de preconceito do qual a prática pedagógica não está livre; ao contrário. Esta verdade, porém, pode se reverter. Episódios do texto indicam caminhos.

Marli aponta que a escrita é ainda resistência. Por meio dela, muitos dizem um belo não às dificuldades, superam-se. Ela lembra que a deficiência existe, mas ela deve equivaler a diferença, quando se pensa escola inclusiva. Para ela, os professores deveriam ter a escrita como dever de ofício; transformar aulas, pesquisas, ideias em textos complementa a docência, a faz maior.

Informação adicional

Peso 0,308 kg
Dimensões 22 × 16 × 2 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “A Representação da Deficiência no Cotidiano Escolar”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *